Skip to content
Back to all

Categorização de produtos: descubra agora como fazer em marketplaces

Background Blur

Em um marketplace, ao realizar a categorização de produtos, você tem a oportunidade de otimizar o tempo de seus clientes, de proporcionar uma experiência de compra mais agradável, além de possibilitar que o seu público encontre os produtos que desejam, com toda a facilidade que esse tipo de canal proporciona. Além disso, há chances de ele encontrar até mesmo os itens que não estava procurando inicialmente, mas que seriam úteis para o seu momento no funil de vendas.

Porém, para que todos esses ganhos sejam usufruídos com eficiência, existe a necessidade de entender como essa categorização deve ser feita. Por essa razão, elaboramos este material com algumas dicas que devem ser seguidas pela sua empresa. Continue a leitura e saiba mais!

Entenda seu público-alvo

O primeiro passo para uma categorização de produtos eficiente é o de conhecer o seu público-alvo. Afinal, existe a necessidade de você identificar para quem deseja vender aquele item. Em um marketplace, muitas vezes, o produto que seria destinado para uma pessoa em específico nada tem a ver com a busca de outro cliente, uma vez que existem funcionalidades distintas e intenções de busca opostas.

Por essa razão, é preciso analisar quais são as principais palavras-chave de seu negócio e quais são aquelas relacionadas que o público também busca. Uma boa ferramenta, por exemplo, consegue transmitir resultados de “notebook” se o usuário digitou “computador”, de modo que o cliente também tenha acesso a outros produtos além daquele almejado inicialmente.

Além disso, avalie sobre os detalhes que levam ao cliente optar por um produto em relação a outro. Entenda: há pessoas que buscam pelos itens de menor preço, enquanto outras gostam de conferir quais são os lançamentos do mercado. Ao oferecer essas opções em seu marketplace, consequentemente tem a oportunidade de atender a um maior número de pessoas.

Analise quais são os padrões do mercado

É importante, ainda, que a sua equipe analise quais são os padrões de mercado. Independentemente de qual seja a estratégia adotada pelo seu marketplace, é preciso entender que alguns comportamentos são padrões. Caso o seu empreendimento fuja desses tópicos, existem os riscos de o seu cliente não encontrar os produtos almejados, levando-o a buscar por outros canais.

Dessa forma, no momento de realizar a categorização de produtos, vá até o site de seus concorrentes, confira quais são aquelas que sempre se repetem, entenda a linguagem utilizada por eles e analise outras estratégias que também poderiam ser adotadas pelo seu negócio, levando sempre em consideração a particularidade de seus produtos e o conhecimento de seu público.

Entre os principais ganhos dessa estratégia, podemos ressaltar:

  • a possibilidade de a sua empresa estar atualizada com o mercado;
  • a oportunidade de o seu negócio se tornar mais competitivo em relação a outras empresas;
  • atração de novos clientes para a sua loja;
  • maior rotatividade de estoque, o que contribui para resultados mais efetivos;
  • possibilidade de ter uma visão mais abrangente sobre a sua empresa.

Coloque-se no lugar do seu cliente

Uma das possibilidades de categorizar seus produtos de forma mais eficaz é colocar-se sempre no lugar do cliente. Quais são as pesquisas feitas pela sua audiência para encontrar um item em específico? Quais são as informações que as pessoas desejam conferir no momento de realizar a sua busca no marketplace?

A partir disso, as chances de algum dado importante passar despercebido reduzem consideravelmente, sendo mais um fator que melhora a experiência de compra do cliente.

Essa é uma oportunidade de analisar além da parte textual das categorias. Entenda, ainda, se o design de seu site é atrativo, se ele se adapta facilmente aos dispositivos móveis, além de verificar como é mostrado o menu das categorias e verificar se existe harmonia com o restante do site. Entre os tipos de menus que podem ser escolhidos, destaca-se a lista suspensa, a caixa com imagens etc.

Atente para os nomes das categorias

Chegou o momento de estar atento quanto aos nomes das categorias. Para que seu negócio tenha relevância dentro do marketplace, o título e a descrição dos produtos vendidos devem ser uma das atenções principais, uma vez que se trata de um convencimento ao cliente de que aquele item é importante para o momento de sua jornada de compra e que a sua loja é a ideal para solucionar as dores de sua persona.

Devemos levar em consideração que, em marketplace, não há a figura do vendedor para o convencimento do cliente para levar algum produto. Portanto, todas as informações dispostas nos canais contribuem nesse sentido — se não houver preocupação por parte de sua equipe a essas questões, certamente perderá um importante diferencial competitivo em relação aos concorrentes.

Limite as subcategorias

Ter muitas subcategorias pode gerar um efeito contrário na experiência de seu usuário. Em vez de tornar mais prática a sua busca, ela se torna mais confusa, o que poderia distanciá-lo do objetivo de finalizar a compra. Nesse sentido, o ideal é que foque nas subcategorias principais de seus produtos.

Exemplo: suponhamos que você tem um marketplace de decoração para casa. Dentro dele, pode haver as categorias quarto, sala, cozinha, banheiro. Dessa forma, as subcategorias seriam: artesanato, colchas, capas para sofá etc.

Aqui, é importante que saibamos diferenciar as diferenças existentes entre subcategorias e atributos. Enquanto o primeiro se relaciona aos exemplos trazidos, atributos seriam “colcha para cama king”, “colcha para cama de solteiro”, entre outros. Caso o seu marketplace coloque muitos atributos como forma de categorias, o seu canal se tornaria poluído, reduzindo os impactos positivos que essa estratégia traz para os resultados do negócio.

Neste conteúdo, você pôde entender o que é a categorização de produtos, quais são os diferenciais de investir nessa estratégia em um marketplace, além de conferir dicas importantes que devem ser adotadas pelo seu negócio. Além de todos esses pontos, sempre se preocupe em ter uma descrição completa de seu item, se atente a erros ortográficos, além de utilizar uma descrição que seja diferente da de seus fabricantes (trazendo personalização para seu público).

Se você deseja uma empresa que se destaca na usabilidade do usuário e contribui para que o seu negócio se destaque no marketplace, entre em contato com a gente, conheça a Simplus e saiba como podemos ajudá-lo!