Skip to content
Voltar

Como coletar dados no varejo? Confira os principais métodos

coletar dados no varejo
Background Blur

Com a evolução tecnológica, coletar dados e usá-los como recursos acaba tendo um valor quase inestimável para os negócios.

Tal importância da coleta de dados no varejo — e das análises provenientes deles — deve-se pelas melhores decisões e mudanças que a serem tomadas que essa ação possibilita.

Além disso, essas informações fornecem direcionamentos precisos para se destacar da sua concorrência e assim favorecer os seus clientes com a oferta de melhores condições, produtos e serviços.

Saiba que todo esse processo precisa ser realizado de maneira ágil e pertinente com as ferramentas utilizadas no dia a dia de nossos consumidores. O acesso de muitos desses dados se dá por meio de coletas por métodos específicos e será sobre isso que discorremos neste artigo.

Dessa forma, continue lendo para ter uma melhor ideia sobre como acompanhar e quais são os principais pontos dessa ação que a cada dia vem sendo mais incorporada nas melhores práticas das maiores empresas do mercado. 

Coletar dados: promovendo processos modernos e soluções inteligentes

A prática de coletar dados pode ser realizada nos mais diversificados sistemas, podendo ocorrer nos pontos de venda, no site da empresa ou de maneira personalizada pelo negócio por diversos meios — como pesquisas e entrevistas.

Não existe uma recita mágica: alguns modelos de coleta, assim como alguns tipos de dados, podem ser mais precisos para a realidade do que outros. Isso faz com o que gestor e o analista precisem debruçarem-se em estudos e pesquisas, para que possam entender quais dessas estatísticas e moldes de coleta cabem melhor aos problemas encontrados e as soluções requeridas pela empresa.

Sabendo disso, para que você possa refletir melhor sobre o assunto e realizar uma coleta de dados, principalmente no ramo varejista, de maneira sólida e acompanhando a últimas tendências, apresentaremos a seguir alguns detalhes que os métodos, processos e indicadores mais precisam obedecer para que isso seja possível.

Essas ideias certamente favorecerão suas análises e ajudarão no gerenciamento dos processos de venda, promovendo melhores decisões e insights sobre o problema e suas soluções. Veja nossa pequena lista desses detalhes, com algumas de suas características e algumas ferramentas que podem ser um divisor de águas para muitas questões que envolvem seu negócio.

Delimitação dos pontos de maior relevância

Existem fontes e informações mais importantes do que outras para definirmos antes de coletar dados estatísticos para nossos empreendimentos. Elas irão variar de acordo com nossas necessidades, mas, de modo geral, a Internet será o foco central de inúmeras empresas e modelos de negócio.

É possível extrair dados a partir do uso de ferramentas analíticas instalados em nossos sites ou até mesmo de provedores de serviços e plataformas de anúncio e vendas que utilizamos.

Podemos, também, realizar pesquisas nos pontos de vendas de nossos produtos e buscar entender melhor o que nosso cliente tem por principal necessidade e como nossa empresa poderá ajudá-lo. 

Para que isso seja realizado da melhor forma, a delimitação dos pontos a serem observados é um importante fator a ser considerado. Precisamos saber quais estatísticas serão mais úteis para nossa coleta a partir do conhecimento dos problemas que iremos resolver com sua análise.

Dessa forma, o planejamento é essencial para essa tarefa. No próximo ponto detalharemos mais em que isso poderá afetar em suas decisões.

Defina e acompanhe os indicadores de desempenho

A delimitação dos pontos mais relevantes para serem observados se dá através da padronização dos indicadores de performance praticados pela empresa. O acompanhamento dessas informações deverá sempre ser observado, pois qualquer mudança brusca nessa estatística, seja para melhor ou para pior em relação ao ponto de vista estabelecido, significa que houve alguma modificação no comportamento de seu cliente ou até mesmo em algum processo interno.

Tais indicadores precisam, também, ser os mesmos em todo o processo de retenção de dados. Ou seja, não podemos usar um modelo para cada lugar em que o negócio opera, mas apenas um para todo o sistema. Isso facilitará todo o processo e promoverá um maior número de dados e uma maior confiança para as informações captadas.

Além disso, é possível até mesmo que sua empresa trabalhe junto aos seus fornecedores para o desenvolvimento de um planejamento estratégico e de colaboração mútua para a aquisição de dados importantes para ambas as partes, favorecendo, assim, o desenvolvimento do produto, de sua produção e de sua venda de modo simultâneo.

Automatize os processos que geradores de dados

Já citamos a Internet, que nos fornece dados continuamente por meio de ferramentas e plataformas que possibilitam seu uso para análises e conformidade do negócio, sem esquecer das necessidades dos clientes. Muitos dos processos de captura já são realizados de maneira automática.

A automação dos processos de aquisição de dados e sua organização em informação é algo bastante óbvio de se pensar. Isso porque, depois que eles foram padronizados a partir de um planejamento, será mais simples de organizarmos essas informações para futuras utilizações.

O processo de automação economiza tempo e o converte em mais análises pertinentes à melhoria dos processos e à resolução de conflitos de maneira rápida e eficaz, gerando, assim, um melhor atendimento para seus clientes como consequência.

É um fato que tecnologia pode facilitar o trabalho de inteligência no varejo para ao coletar dados no trade marketing. Seja com o uso de elementos avançados, como machine learning, ou seja com modelos mais convencionais — como aqueles que utilizam-se de pesquisas e entrevistas com clientes nos pontos de vendas físicos e são mais simples de serem analisados — fazem-se hoje essenciais para uma boa formulação, melhoria e manutenção de nossos negócios.

Portanto, uma gestão de dados eficiente é algo que sua empresa deve se preocupar. Vivemos em um mundo em que a tecnologia avança continuamente. Por esse motivo é necessário atentarmos para as novidades que se apresentam e nos especializar no conhecimento de ferramentas que corroboram a evolução contínua de nosso negócio e em paralelo com o surgimento de tecnologias com seus novos recursos.

Se você gostou de saber da importância da coleta de dados na rede varejista, você não pode deixar de conferir este outro artigo, em que trabalhamos mais ideias sobre o tema, buscando ajudar os nossos leitores a inteirar-se mais sobre a gestão de dados e o uso dessas informações em seu cotidiano industrial ou varejista. Clique, acesse e tenha mais uma boa leitura!