Skip to content
Voltar

Gestão de produtos: saiba como fazer

Background Blur

A gestão de produtos é fundamental para a competitividade e a sustentabilidade de qualquer negócio. Ela alia dados do produto, como o ciclo de vida, com informações sobre o mercado e os usuários, permitindo o melhor aproveitamento de cada fase.

No entanto, nem sempre é dada a devida importância à essa atividade, o que pode limitar os resultados do negócio. Para aproveitar todo o potencial da gestão de produtos na sua empresa, continue a leitura!

1. O que é a gestão de produtos?

2. Quais são as boas práticas de gestão de produtos?

O que é a gestão de produtos?

Não há uma definição única para gestão de produtos. Por isso, começar com a descrição desse conceito é o melhor caminho para facilitar o entendimento do assunto. Podemos partir da seguinte definição: a gestão de produtos é um conjunto de práticas, ações, estratégias e metodologias aplicadas aos produtos que envolvem planejamento, orçamento e divulgação dos mesmos. Essas aplicações têm como objetivo impulsionar e melhorar continuamente o desenvolvimento, a promoção e o aprimoramento dos itens produzidos.

Em razão dessas características, é comum que confundem a gestão de produtos com a comunicação ou o lançamento de produto no mercado. No entanto, essas tarefas são partes complementares da administração de produtos.

Para ilustrar melhor o que é gestão de produtos, destacamos as principais atribuições de um gestor dessa área:

  • Pesquisa: buscando conhecer o mercado e suas tendências;
  • Planejamento estratégico: um plano detalhado de desenvolvimento de produtos ou linhas de produtos, com objetivos, modelos de controle e orçamento detalhado;
  • Engajar os participantes: um bom plano só é viável com a participação ativa de todos envolvidos;
  • Coordenar a execução do plano;
  • Análise e melhorias: com base em testes, dados e indicadores.

Também é importante destacar que a gestão de produtos se trata de uma abordagem altamente estratégica. Isso significa que essa atividade não implica no envolvimento direto com as tarefas operacionais de produção.

A necessidade de saber avaliar aspectos como o ciclo de vida dos produtos é um bom exemplo da importância estratégica dessa atividade. Saber identificar se um item conta com um mercado em crescimento, maduro, em declínio ou em fase de introdução é fundamental para a tomada de decisão e o comprometimento das equipes envolvidas na gestão de produtos.

Quais são as boas práticas de gestão de produtos?

Relacionamos as principais práticas para uma boa gestão de produtos. As atividades destacadas a seguir chamam atenção para os pontos principais que você deve considerar para melhorar os resultados do seu negócio através da gestão de produtos.

Considere a experiência do cliente

Um dos principais fatores para o sucesso de um negócio, principalmente em termos de venda, é o valor entregue através do produto, de seus atributos e dos serviços agregados a ele. Uma empresa com valor agregado se diferencia no mercado e fideliza o cliente, que compra continuamente ao perceber que se beneficia com isso.

É em razão dessa importante constatação que uma boa gestão de produtos parte da oferta de benefícios que atendam — e preferencialmente superem — as expectativas, necessidades e desejos do consumidor, que se manifestam de modo amplo na experiência de compra e uso.

Use dados confiáveis

Não basta definir o seu público-alvo e deduzir o que ele precisa. É com base em dados detalhados, precisos, atuais e confiáveis que é possível entender as dores, as necessidades e os desejos do seu consumidor e, assim, realmente oferecer algo de valor para ele.

A gestão de produtos também envolve o levantamento de dados sobre o comportamento do consumidor. Além de indicadores que reflitam o grau de satisfação do cliente e a forma como ele se comporta, também é possível analisar outros aspectos mercadológicos, como dados referentes a concorrência e métricas capazes de sinalizar alterações de estágio no ciclo de produto, por exemplo.

Faça testes constantemente

Boa parte dessas informações pode e deve partir de testes de mercado. Eles são importantes para validar os levantamentos e as pesquisas prévios, que podem ser insuficientes para prever todas as reações e resultados.

Os testes revelam aqueles detalhes que não foram considerados durante o planejamento de um produto ou serviço e podem trazer insights adicionais valiosos para a gestão de produtos.

Esteja pronto para mudar

A abertura para a mudança depende de uma cultura interna que incentive a inovação, estimule novas ideias e favoreça projetos. Em razão da variação de fases de ciclo, os produtos tendem a perder a viabilidade com o tempo e é fundamental saber o momento de mudar características e até de abandonar uma linha.

Por isso, duas práticas essenciais da gestão de produtos são levantar previsão de demanda e analisar o ciclo de vida dos produtos da sua empresa para adotar estratégias inteligentes de inovação e lançamento. Assim, o seu negócio se mantém sempre à frente do mercado e evita a obsolescência.

Engaje as pessoas e parceiros

Nada disso é possível sem as pessoas, que são a fonte da criatividade e da iniciativa. Isso porque os profissionais envolvidos ao longo da cadeia produtiva fazem toda a diferença quando se comprometem com os objetivos estratégicos. Portanto, essa é mais uma atividade da gestão de produtos que depende diretamente do bom exercício da liderança.

Valiosas ideias também podem surgir de parceiros e clientes, que possuem uma visão diferente sobre os seus produtos. Mantenha-os engajados a contribuir com o sucesso do seu negócio.

Considere a cultura e o clima organizacionais

A cultura interna e o clima organizacional também são aspectos que podem determinar o sucesso ou o fracasso de uma boa gestão de produtos, especialmente no que se refere à inovação.

Empresas que punem os erros com muito rigor, por exemplo, operam em um ambiente no qual as equipes tendem a evitar ao máximo qualquer risco, que é algo que faz parte de toda iniciativa. Por isso, invista em gerar uma atmosfera de incentivo à inovação e à proatividade.

Incorpore a tecnologia

A primeira tendência ao pensar na tecnologia é imaginar a contribuição que ela oferece para a automação, os processos e outros detalhes de característica mais operacional. No entanto, também é preciso observar os ganhos estratégicos e de qualidade de informação compartilhada que podem ser gerados a partir da incorporação de sistemas que apoiem a gestão de produtos.

A sinergia esperada em toda a cadeia que envolve um produto, dos fornecedores aos distribuidores, depende fundamentalmente de um alinhamento que só pode ser alcançado por meio de plataformas seguras e funcionais, como uma plataforma de gestão de portfólio de produtos, por exemplo.

Por fim, a importância da gestão de produtos pode ser facilmente percebida com base em sua abordagem altamente estratégica. Quanto mais a empresa puder usar a tecnologia e a automação para administrar as tarefas operacionais e gerenciar a informação, mais aparelhada estará para atuar no mercado de forma competitiva e lucrativa.

Se você acredita que chegou o momento de aprimorar a gestão de produtos do seu negócio, conte com a nossa ajuda. Agende uma conversa com nossos consultores e entenda como nossas soluções vão te ajudar a ter melhores resultados!